Dia de folga

Não posso trabalhar… não posso ir à escola… Mas também não posso ficar parada, ponto final.
Foi o que decidi.

Aconselho vivamente a que não fiquem parados… Perdem músculos, as pernas começam a falhar… tudo corre mal.

Então, comecem uma nova rotina. Trabalhem em casa, naquilo que bem vos apetecer… Inventem… Mas não abusem. Claro!
Dividam o vosso tempo de modo a ocupar umas sete/oito horas com algo que gostem e façam disso o vosso trabalho… Desde organizar a casa, escrever um livro, fazer roupas em croché, fazer artesanato…
Podem também oferecer-se para ajudar familiares naquilo que precisarem… pequenas coisas, pequenos trabalhos que possam fazer por eles na vossa própria casa (já que têm uma vida com mais responsabilidades que a nossa, mais ocupada…).
Acreditem que vão sentir-se úteis…

Na verdade, digo-vos isto pois é bom manterem a mente ocupada… é mesmo.
Depois de tudo o que passamos, há sempre maus pensamentos que nos vêem à cabeça todos os dias… Por isso, ocupem-se, se faz favor!

Mas não se esqueçam de tirar um dia de folga!
Um dia para relaxar corpo e mente…
Um dia para desconectar do mundo…

(Este texto é para aqueles em que o transplante já ocorreu há mais de seis meses. Pois convém que nos primeiros seis meses haja repouso e isolamento.)

Um beijinho enorme para todos e sejam fortes!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s