Dias de sol

Os dias de sol chegaram e eu só quero voar…

Só quero sair, só quero estar com os meus amigos, só quero ir arranjar o jardim…

Por vezes, apetece-me esquecer tudo, sair porta fora e ser normal…

Mas não posso.

Não posso porque tenho de me proteger… tenho de seguir as indicações à risca… tenho de ser um pau-mandado. Até quando? pergunto-me todos os dias.

Ser um pau-mandado cansa de verdade!
Cumprir tantos cuidados, todos os dias, cansa de verdade!
Estar sempre a pensar neles, cansa de verdade!

E eu estou verdadeiramente cansada de tudo…

Contudo, continuo firme, até ao fim.

Beijocas

 

 

 

Um dia de cada vez

Acorda bem cedo para cumprir o horário da medicação… O terrível horário da medicação…

Depois o sono lá se vai… E lá vai ela tratar da casa… Arruma um pouco o quarto, a sala e a cozi… Bem… As pernas começaram a fraquejar… É melhor deixar a cozinha para mais tarde…

Nem fez esforço nenhum… Mas as pernas fraquejam… Diz ela que nem consegue explicar a sensação. Ela não sabe bem porquê que isso acontece, mas sabe que acontece a toda a gente na mesma situação dela…

Vai um algum tempo para o sofá ver as notícias… Gosta de se manter atualizada.

Mas estar parada não é para ela. Não! Levanta-se.

Vai espreitar por onde anda o seu braço… A sua avó. Está lá fora no seu mundo… a horta. E bem que merece. Merece tudo na verdade…

Não a incomoda, claro.

Pensa em alguma coisa para fazer… Sabe que deve ficar preferencialmente por casa, portanto… Ler? Estudar? Artesanato?

O corpo diz-lhe que não…

Ela teima… Escrever? Desenhar? Fazer crochê? Ver televisão?

O corpo diz-lhe “deita-te”. Mas ela não o faz!

Vai ler!

E de repente é a hora do almoço… Meio dia já passou… Pensa no que fará durante a tarde.

Vai escrever um pouco… Não sabe bem o quê, mas lá escreve o que lhe vai na alma… ao seu jeito.

Mas a tarde é tão longa… Vai estudar um pouco…

Chega a hora de jantar e está mais um dia a chegar ao fim… Mais um dia passou… Mais um daqueles dias em que o corpo teima em dizer-lhe “não” a tudo.

Mas ela teima que sim… Porque ela precisa de se ocupar… Se não se ocupa tem umas centenas de más memórias para lhe vir à cabeça… Se não se ocupa, vai começar a ficar deprimida… E a porra da depressão volta…

[Quando o corpo teimar em dizer-te “não”, teima também, diz-lhe “sim”… Ocupa essa mente. Ocupa com aquilo que quiseres e puderes (tendo em conta todas as limitações que tens).]

Depois do jantar vai ver a novela “A Herdeira”… Não pode falhar um episódio… É completamente viciada. E ainda bem. Durante a mesma, não há tempo para maus pensamentos.

Hora de dormir. E já começa a pensar no que fará amanhã…

O que ela realmente quer é acordar um dia e ir trabalhar… Porque ela está cheia de ser doente… Está cheia de se sentir incapaz…

Ela quer sair, quer trabalhar e quer continuar a dar conselhos…

Ela quer ser como vocês! Quer ter uma rotina, quer ter um horário a cumprir, sem ser o da medicação…

Mas leva o seu tempo… Ela sabe disso…

Ela tem está ciente de tudo, tudo tudo tudo. Sabe perfeitamente que está impedida de estudar ou trabalhar, até ordem em contrário.

Sabe de cor todas as regras…

Mas há dias em que ela só pensa que é um empecilho… Que só está a dar despesa…

Quem gosta de se sentir assim? 

Ela espera ansiosamente por ter uma vida normal.

Até lá, continuará a ocupar-se com o que surgir… Até lá irá viver um dia de cada vez, irá fazer os possíveis para, apesar de tudo, criar boas memórias, irá aproveitar cada minuto…

Ela chama-se Adriana e manda um beijinho.

Lágrimas de felicidade

E de cada vez que leio uma mensagem vossa fico emocionada, choro choro choro…

Chamam-se lágrimas de felicidade!

É tão bom saber que leem aquilo que escrevo… é tão bom saber que de alguma forma vos ajudo…

É tão bom saber que existem pessoas assim! Que se importam… pessoas até que não conheço bem mas que me deixam uma mensagem de força, é tão bom…

Não sou nenhuma escritora profissional, nem lá perto… Mas o que pretendo é ajudar outras pessoas que passam pelo mesmo ou até aqueles que no momento estejam a passar por uma má situação e precisem de força para a ultrapassar…

Não consigo explicar, mas sinto que o devo fazer…

Infelizmente, soube o que era sofrer de verdade, soube o que é ver a vida por um fio! Mas consegui ultrapassar tudo, e continuo a lutar, até ao fim! Porque descobri que viver é tão bom… agora sou uma apaixonada pela vida… e agradeço todos os dias por tudo o que tenho (mesmo que pouco).

Vivam intensamente, aproveitem cada minuto… não sabemos o que nos pode acontecer amanhã.

Mais uma vez, obrigada obrigada obrigada 💚💚💚
Obrigada pelas mensagens, pelos comentários que deixam, por tudo!
Continuarei a escrever ao meu jeito… espero ajudar-vos…
Beijinho enorme!

Sorriso

De cada vez que vou ao IPO venho de lá mais inspirada…

Lá vejo pessoas de todas as idades…

Vejo crianças…

Mas que mal fez uma criança para merecer um cancro? Pergunto-me eu… E com razão!
Ninguém merece ter um cancro… muito menos uma criança!

A sorte destas crianças é ter uma família incrível… é ter uns pais extraordinários… uns pais que lutam incansavelmente, que fazem de tudo para verem os seus filhos bem, apesar de tudo… é ter uns pais que sorriem!

Ter uns pais que sorriem numa situação destas é meio passo andado! Porque com um sorriso tudo é mais fácil… Um sorriso muda o dia de qualquer pessoa!
E estes sorrisos mudam o meu dia!

E eu fico maravilhada ao ver estas crianças brincar na sala de espera… Como conseguem?
Porquê que eu não consigo? A verdade é que muitas vezes elas conseguem ser mais fortes do que nós…
Porque nós pensamos demasiado e o pensamento consome-nos…
E estamos sempre a pensar na doença, e estamos sempre a pensar quando é que chega o fim…
Vamos a baixo, ganhamos depressões…

É admirável a força destas crianças!

Utente das 10h15 ao gabinete de enfermagem 1! E lá vai a Maria para mais uma colheita… e lá vai ela a sorrir…
E lá vai ela a mostrar-nos que temos de ser como ela!
E lá vai ela a mostrar àqueles adultos da sala de espera com um ar muito em baixo, que o melhor remédio é sorrir!

Estas crianças vão ser adultos fabulosos! Ai vão!
Elas vão saber enfrentar os problemas com um sorriso…
É isso eu falta a muitos adultos… saber enfrentar os problemas com um sorriso!

É isso que me falta a mim também! Mas que estou a aprender a fazer…
E aprendo com estas crianças…
Aprendo tanta coisa ao observá-las!

Um sorriso e uma beijoca para todos. 🙂

 

 

Desabafo de sábado à noite

Eu não sabia olhar à minha volta e apreciar as boas da vida… Não, é certo que não!

Então, as coisas más ocupavam muito espaço… E eu ficava ansiosa… E eu stressava… E eu pedia coisas más…

“Más” até é pouco… Muito más…

Chateava-me tanto com a vida… Mas sempre houve coisas boas… E eu não as via…

E agora penso- mas importante é ter saúde!

Pois, o importante devia sempre ter sido ter saúde…

Até que a vida me disse “toma lá um cancro para aprenderes a viver”. Vamos Adriana, agora vais ver o que são elas!

E já faz muitos meses que ando a aprender a viver… Que ando a descobrir o olhar… E olho… Olho profundamente para o que me rodeia… E seleciono o que importa… E retiro aquilo que me faz bem… Que me trás paz… Faço de tudo para resolver os problemas tranquilamente… Com calma… Pondero… Seleciono estratégias…

Sinto agora uma paz enorme em torno de mim…

E agora aconselho-vos a olharem bem… A saberem apreciar aquilo que têm… A agradecerem todos os dias por terem saúde…

Estas são as palavras de quem já desejou centenas e centenas de vezes voltar atrás no tempo…

Que importa ter os pais separados? Eles agora são mais felizes…

Que importa tirar 10 na frequência? Na próxima tiras mais…

Que importa não ver resultados no ginásio? Só precisas de ajustar melhor o treino e a alimentação…

Três exemplos de coisas que me deixavam ansiosa, chateada… Mas que eram fáceis de resolver…

É claro que há sempre algum sofrimento, mas temos que saber lidar com os problemas da vida… Com calma…

Há tantas coisas boas na vida, é tão bom viver…

Por isso, eu vou continuar a lutar! E vou continuar a deixar aqui desabafos…

Beijinhos amiguinhos 😊

Só me apetece comer doces!

Estou com uma vontade enorme de comer doces…

Já há uns meses que não toco em nada com açúcar por causa dos corticoides…

E agora, apetece-me tanto uma fatia de pão de ló com queijo… mas nem posso o pão de ló nem o queijo…

Apetece-me tanto comer umas amêndoas… mas não posso!

Já ia um arroz doce ou um leite creme… mas não posso!

Uns brigadeiros também já iam… mas não posso!

Uma fatia de bolo de chocolate… ai que bem ia saber!

Mas que vontade de comer isso tudo!

O que vou comer eu na Páscoa, enquanto todos comem docinhos? Eis a questão…

 

 

https://www.google.pt/search?q=doces&dcr=0&biw=1242&bih=557&source=lnms&tbm=isch&sa=X&ved=0ahUKEwj9jv-IqpTaAhWMchQKHXRsDxgQ_AUICigB#imgrc=jjrUHNhz1QNWVM:

 

Estudar, uma bela forma de ocupar o tempo

Eu sempre gostei de aprender, sempre…

E continuo a gostar… sempre mais… quero saber sempre mais de tudo… não apenas sobre envelhecimento (a minha área)…

Mas tenho-me focado um pouco nessa área… tenho revisto toda a matéria que dei no meu curso… tenho-me tentado actualizar através da internet e livros… tenho feito de tudo para me manter ocupada… leio, faço artesanato, investigo, estudo…

Mas parada não fico… porque se paro, podem vir pensamentos maus… e ninguém quer ter pensamentos maus…

E tu não pares também! Não! Não faças isso…

Continua a aprender coisas novas… investiga sobre aquilo que quiseres (se não tiveres nada em concreto para investigar)… procura artigos… lê-os atentamente… sublinha… faz uma síntese… estuda… estuda muito… isso vai ocupar-te bastante tempo…

E que tempo bem gasto!

Só te trás benefícios… vais ficar mais culto…

E é tão bom ser-se culto!
Vá experimenta 🙂

Beijinhoooooooos!

 

 

Faz um esforço e sorri!

E era isso que eu fazia…

Quando tiveres um dia mau, faz um esforço e sorri!

Vá, sorri… não só por ti, mas também por quem está ao teu lado… pela tua família, pelos teus amigos… por quem te apoia…

Vá sorri… porque se sorrires vais vão-te sorrir de volta… e ver os outros sorrir é tão bom! E ver alguém da família sorrir é tão bom!

Vá sorri… sorri e ocupa-te… porque se te ocupares não vais pensar… porque se te ocupares tudo é mais fácil (e eu já te dei algumas dicas de ocupação)…

Faz um esforço e sorri…

Vai para a janela… olha bem… há um mundo lá fora! E tu vais fazer parte dele… tu vais sair daí e vais para lá…

Vais continuar a lutar lá fora…

Então põe-te forte, põe-te duro! Porque lá fora é diferente… ai é!

Lá fora não tens o médico, a enfermeira e as auxiliares 24h…

Lá fora tens um monte de cuidados a ter… ai tens!

E se não os tiveres, vais-te dar mal… ai vais!

Então levanta a cabeça!
Porque não vais estar fechado para sempre.
Recupera. Prepara-te para o resto.

Luta!

Beijo